Diferenças entre flautas de resina e flautas de madeira

08/

09/14

flute resine“A diferença é que uma é de resina e a outra é de madeira!”

Esta não é a única diferença, pois se fosse apenas pelo material, não haveria uma diferença tão gritante na qualidade entre elas, afinal a flauta é um instrumento de sopro com tubo de paredes largas. Mas o que faz com que as flautas de resina sejam tão inferiores?

Principais diferenças:

1 – Material

Vamos começar pelo material, o que é a diferença mais óbvia: as flautas de madeira possuem o bloco de madeira, enquanto as flautas de resina possuem bloco de resina (ou algumas delas nem possuem bloco, pois a cabeça é feita em uma única parte). O bloco da flauta é construído em uma madeira muito porosa e macia, geralmente cedro rosa, e é responsável pela absorção das gotículas de água que se formam com o contato do ar quente quando tocamos, evitando assim, que a flauta fique entupida. Em uma flauta de resina o bloco não absorve água, e por isso a flauta entope com muito mais frequência.

Há outra característica da resina ou plástico que é muito importante de mencionar: a sua estabilidade com o tempo. Geralmente pensamos que o plástico é um material inerte e estável, que não sofre alterações com o tempo. Este pensamento é falso. Os instrumentos de plástico sofrem alterações em sua geometria com o tempo por duas razões: envelhecimento e ataque químico. O envelhecimento pode ser constatado em qualquer objeto de plástico mais antigo, em cerca de 4 ou 5 anos o plástico começa a perder sua elasticidade e suas qualidades mecânicas, quebra com facilidade e se deforma. O ataque químico é mais difícil de constatar, porém um amigo engenheiro percebeu uma alteração no som de uma flauta de resina e removeu o bloco para uma avaliação, foi quando percebeu grande deformidade em sua superfície, causado pelo ataque químico da saliva, depois de alguns anos, sobre o plástico do bloco.

Sendo assim, uma flauta de plástico ou resina deve durar alguns anos, mas após este período, iremos notar uma grande degradação na qualidade sonora. Já uma flauta de madeira, se bem cuidada, dura muito mais que 30 anos – existem algumas flautas em museus com mais de 400 anos e muitos artistas as preferem quando comparadas aos instrumentos novos de excelentes luthiers.

2 – Método de construção

As flautas de resina são construídas por injeção da resina em um molde, enquanto a madeira não pode ser “injetada”, e por isso é torneada e moldada pelas mãos de um artesão com, ou sem, ajuda de máquinas automáticas. Para que possam ser construídas por injeção, as flautas de resina precisam ter a sua geometria alterada, o que altera as suas características sonoras. Quando a flauta sai do molde, ela não tem as mesmas dimensões do molde pois o plástico se “retrai” no processo de esfriamento, desta forma nenhum instrumento de plástico ou resina tem as medidas internas que deveriam ter para uma boa qualidade sonora. Obviamente o fabricante sabe disso e compensa as medidas do molde, mas estas alterações não são uniformes. O ideal seria fazer o molde maior do que o desejado, e um artesão dar o acabamento uma a uma, mas isso simplesmente não é feito pois a prioridade é o custo e não a qualidade, para que você compre um instrumento bem barato.

Também percebemos que as flauta de madeira podem ter qualidade superior ou inferior do que as flautas de plástico, dependendo do artesão e do processo automático no corte da madeira, que influencia diretamente na precisão das medidas, no acabamento, na sonoridade e na afinação.

O "undercut" é o furo que é mais cavado dentro do tubo que fora do tubo.
O “undercut” é o furo que é mais cavado dentro do tubo que fora do tubo. A imagem mostra as diferenças entre o furo reto e com undercut.

3 – Detalhes construtivos

Boas flautas doces possuem alguns detalhes construtivos importantes para a boa projeção sonora. São eles: a) canal curvado, b) lábio curvado, c) “undercut” nos furos, d) bloco de cedro, e) tubo interno ou “bore” afunilado (não é cônico perfeito), f) bloco cavado (a sua superfície não é uma reta), g) outros detalhes como o chanfro do bloco, chanfro do teto do canal, formato do lábio, etc. De todas estas características, apenas a primeira – canal curvado – é oferecida em alguns modelos de flautas doces de resina (devo citar que a única flauta de resina que conheço disponível no Brasil com canal curvado é a série 300 da Yamaha), e todas as outras características que são muito importantes em uma flauta de boa qualidade simplesmente não existem em flautas de resina de fabricação em massa, feitas em fábricas (como Yamaha, Aulos e Zen-on),

Diferentes padrões de tubo interno para diferentes modelos de flautas doces
Diferentes padrões de tubo interno para diferentes modelos de flautas doces

pois não é possível manter estas características em uma linha de produção de flautas  feitas em moldes de injeção. Além disso, mesmo as flautas de madeira de baixo custo também não oferecem parte destas características, e por isso volto a frisar que nem todas as flautas de madeira são boas o suficiente, sendo algumas delas até mesmo piores (e quase sempre mais caras) do que as melhores flautas de resina.

4 – Outras diferenças

Como já mencionei, a condensação no canal é resultado de 4 parâmetros do “voicing” da flauta: a aerodinâmica, a textura da superfície, a tensão superficial e a temperatura. Três destes fatores estão relacionados à construção do instrumento, e apenas a temperatura é relacionada ao flautista, e as flautas de resina geralmente não possuem os três primeiros parâmetros adequados para evitar a condensação.

Conclusão / Dicas

  • Flautas de resina são voltadas aos estudantes, pois têm a sua construção simplificada para obter baixos custos de produção, porém isso degrada a sonoridade;
  • Em instrumentos de sopro de parede grossa (como a flauta doce), o material do instrumento influencia menos no som do que a sua construção;
  • Nem todas flautas de madeira são melhores que boas flautas de resina;
  • Bons instrumentos custam mais caro pois são muito mais complexos de se produzir;
  • Algumas características necessárias em um bom instrumento não podem ser feitas por máquinas automatizadas. Somente um artesão ou luthier poderá produzir instrumentos de primeira qualidade;
  • Se você busca uma flauta de baixo custo, não compre nada menos que a yamaha barroca da série 300, pois esta é a única que possui canal curvado;
  • Se você busca uma flauta de madeira, não compre flautas voltadas para estudantes, pois estes instrumentos podem ser piores que uma flauta de resina. Procure flautas ‘cópias’ de modelos históricos (Denner, Stanesby, Bressan, Steenbergen, Hotteterre, Ripert, Terton, Ganassi, Bassano, etc), ou então, os modelos profissionais ou semi-profissionais de cada fabricante;
  • Em flautas de madeira de fábrica, dê preferência para as madeiras mais nobres (Boxwood Europeu, Grenadilla, Oliva), pois como estas são mais densas, mais duras e mais caras, os fabricantes têm um controle de qualidade muito melhor nestes instrumentos.

Outros artigos relacionados

Escolhendo uma flauta doce – Passo a passo

Escolhendo uma flauta doce – Critérios qualitativos

Curiosidade

Até agora, me referi somente às flautas de resina feitas em fábricas, que é o que nós encontramos com muita facilidade aqui no Brasil. Porém, sempre encontramos algo mais quando pesquisamos a respeito de um assunto.

Existe um luthier francês que fabrica flautas de resina à mão, com bloco de madeira, e todas as características que encontramos apenas em flautas de madeira. Ele se chama Vincent Bernolin, e uma flauta dele feita de plástico custa em torno de 500 euros (obviamente sem incluir o frete e todos os impostos brasileiros). Uma de suas flautas ilustra o início deste artigo. Para quem estiver curioso para conhecer seus instrumentos, basta acessar o link:

http://flute-a-bec-bernolin.fr/bernolin.fr/english/prixenglish.htm

Tópicos relacionados

13 Comentários para "Diferenças entre flautas de resina e flautas de madeira"

  1. olá, sou estudante de flauta doce c’alto. uso as de resina yamaha serie 300, porem estou tentando encontrar uma de Madeira de valor acessível, de qualidade boa para um iniciante, contudo ja musico formado em outros instrumentos.
    alguém poderia me indicar onde comprar ? e as AM2 sao boas? eles atualmente so tem as escolares.

    • Veja os links aqui mesmo no blog. Tenho excelentes flautas de madeira, da fábrica alemã Mollenhauer, à venda por preços imbativeis no Brasil.
      Para saber se uma flauta é boa ou não, é necessário experimentar. Eu já expliquei isso num artigo publicado no blog, que ensina como escolher uma flauta. Basta acessar os artigos publicados!
      Um grande abraço!

  2. Parabéns pelo blog! Sou estudante de flauta tenor e utilizo a Yamaha de resina. Há alguma indicação de flauta de madeira tenor para o iniciante? Grato

    • Olá Jonatas
      Obrigado pela mensagem. Eu sempre indico as flautas de madeira da Mollenhauer, que em minha opinião são as que oferecem o melhor custo/benefício para quem procura uma boa flauta de madeira para substituir a flauta de resina.
      No link http://flautadocebr.quintaessentia.com.br/instrumentos-a-venda/, você encontra vários modelos, entre os quais eu costumo recomendar o modelo Denner, por ser o modelo histórico mais utilizado entre os flautistas. A série Canta é ligeiramente mais barata, e é voltada para crianças. A série Dream ou Flauta dos Sonhos é um modelo diferenciado, com tubo mais largo e similar às flautas renascentistas, que possuem um som mais brilhante e potente.

  3. Tenho uma flauta doce soprano da Aulos, modelo 503B. É o melhor modelo do fabricante. Além do canal curvado, um dos furos é cavado na diagonal e o de baixo possui saída menor e parte interna maior, como se fosse um degrauzinho. A qualidade é inquestionável. Estou adorando a flauta. Se tiverem alguma dúvida, fico à disposição. (maurosilvapt@gmail.com)

  4. ola amigo gustavo ,eu sou o alfredo almeida , e vivo em portugual, e encontrei aqui o seu bloge , e gostei de ler , pois eu sou merceneiro , estudei por varias as vezes musica , viola solo e depois mais tarde piano , e como a falta de trabalho se instalou por çá , e eu trabalho por conta propria , a ano e meio , na converça com um amigo meu , começei a fazer flautas , em madeira e bambo , mas sem esperiencia , começei por fazer uma flauta saxo , em sib , mas tive muitas dificuldades na afinação , depois começei com as de bisel , as traveçais , nativas amaricanas , e hoje tenho em casa umas 300, mas todas muito dificil das conseguir , hoje tenho muito mais pratica e sabeduria , a flauta de bisel , e muito apelativa , mas julgua inferior a outas , por ter menos som, mas reconheço que ainda não devo ter alcançado bem a sua tecnica , talvez por essa razão , mas quem aprender a faze-las , não para mais , esta-se sempre a tentar fazer a melhor , e já deu para ver , , que elas são um pouco misteriosas , pois a difrenças grandes , entre umas e outras , e quando começei , a faze-las ,,nem conseguia tocar 4 notas , tinha apenas o meu amigo , que as testava , pois ele já tem 75 de flautas , e conheci a algune meses um idivido já com 87 anos , que as toca muitobem ,que tem feitos testes tambem , ver como estão na segunda oitava , no facebok tenho varias fotos , não sei se consegue ver por lá , quanto as de rezina estou de acordo consigo , e no que disse no respeitoas de madeira ate uma comunicaçáo prossima um abraço ,

    • Olá Alfredo
      Obrigado pela mensagem. Fazer flautas de bisel não é algo fácil. Mas você pode procurar algumas plantas de instrumentos históricos, e começar a se aventurar nesta arte.
      Veja esta planta: Flauta Bressan Alto

  5. Olá, tenho uma dúvida há algum tempo e não encontro a resposta em nenhum lugar na Internet, espero que possa me ajudar. Qual a diferença das flautas da série 30 para a série 300 da Yamaha?
    Muito obrigada.

  6. Olá! Tenho uma dúvida a respeito de algumas flautas doces de madeira da Yamaha. Olhei em um sítio da internet e verifiquei que uma flauta doce da Yamaha, soprano, de digitação barroca, feita de ébano, custa entre R$7.000,00 e R$8.000,00. Vale a pena comprar uma flauta com esse preço? Ou existem outras de qualidade equivalente, por um preço menor? Obrigada!

    • Bom dia, Luiza.
      Infelizmente no Brasil os impostos são muito altos, e instrumentos de qualidade são mesmo caros.
      Eu vendo flautas de madeira da Mollenhauer no Brasil, e você pode ver mais informações sobre os instrumentos desta grande fábrica alemã no link abaixo:
      Flautas doces de madeira à venda
      Com o câmbio do euro de hoje, 12/09/2015, uma flauta soprano de grenadilla custaria R$ 3430,00 e uma contralto de grenadilla custaria R$ 5910,00, ambas modelo Denner da Mollenhauer. Porém não tenho estes instrumentos em pronta entrega.

      • Gustavo,
        Me interessei por essa primeira flauta (flauta doce soprano, modelo denner) do link que você me indicou. Qual madeira foi utilizada na confecção dessa flauta?
        Considerando que as flautas teriam as mesmas características (madeira, soprano, barroca), você me aconselharia a comprar uma da Yamaha ou uma da Mollenhauer?
        Obrigada!

        • Olá Luiza
          As flautas da Mollenhauer e da Yamaha de madeira, possuem mais ou menos as mesmas características e mais ou menos a mesma qualidade.Caso esteja interessada em comprar, favor entrar em contato por email.

Deixe uma resposta


Artigo