Dando zoom nas flautas doces em quarentena

22/

06/20

Tempos difíceis forçam os artistas a se reinventarem e serem mais criativos, encontrando novas maneiras de se conectar com o público

Em 24 de junho nós completaremos 3 meses em isolamento social. Infelizmente, ensaios, concertos e turnês foram canceladas, mesmo assim encontramos muitos aspectos positivos dessa nova situação: aulas presenciais foram transformadas em aulas online mantendo boa qualidade e dando uma excelente experiência para os alunos. Depois de mais de 13 semanas de isolamento, nós podemos compartilhar com o leitor o que aprendemos com essa situação, e tudo o que estamos fazendo para continuar fazendo música em conjunto e fortalecendo a comunidade da flauta doce.

Antes da pandemia, nós já tínhamos alunos à distância, alguns vivendo em outros países como Bélgica e Austrália, e alguns vivendo em regiões distantes aqui mesmo, no Brasil. A nossa experiência adquirida anteriormente com esses alunos fez grande diferença, nos ajudando a minimizar os problemas quando a quarentena nos obrigou a transformar os alunos presenciais para aulas à distância.

Nós ensinamos pelo Método da Língua Materna, também conhecido como Método Suzuki. Nós escolhemos este método pois acreditamos que todo mundo pode aprender a tocar um instrumento em alto nível quando entendemos e aprendemos música da mesma forma que aprendemos a nossa língua materna. Esse é um aspecto muito importante das nossas aulas, que torna possível ter uma grande satisfação e percepção do progresso ao estudar música, criar engajamento e senso de comunidade, e em desenvolver um lindo som desde o início do aprendizado. Esses valores são muito importantes no Método Suzuki e também são valores muito importantes nas aulas à distância para pessoas que estão em quarentena.

No Centro Suzuki de Educação Musical nós trabalhamos com professores de muitos instrumentos, como flauta doce, violão, violino, viola, cello, piano, voz e educação musical para bebês, onde todos professores ensinam o seu instrumento pelo método Suzuki onde temos uma aula individual e uma aula em grupo semanais. Com o início da quarentena, transformamos todas as aulas individuais em aulas à distância sem muitos problemas, mas tivemos que repensar no formato das aulas em grupo. Assim, nós desenvolvemos (e continuamos a melhorar dia após dia) novas estratégias e atividades para as aulas em grupo de acordo com os princípios das aulas em grupo no método Suzuki:

1 – Reforçar habilidades aprendidas nas aulas individuais

Um aluno toca para os colegas, e cada um dos colegas compartilha um comentário positivo sobre a performance. Depois que todos comentaram, nós, como professores, comentamos algo especial e alguma coisa a ser melhorada

2 – Utilizar a revisão do repertório para o aprendizado de novas habilidades e preparação para performance

Desligamos o áudio de todos participantes da aula online, e tocamos uma música para todos os alunos de forma que todos podem tocar junto com o som do professor. Os pais, que sempre assistem as aulas dos filhos, gravam o aluno tocando com o professor, e enviam o vídeo de volta para nós após a aula.

3 – Alimentar a comunidade

Algumas vezes convidamos algum professor estrangeiro para participar das aulas em grupo, e nossos alunos também são convidados para participar em atividades organizadas por outros professores. Já tivemos a participação de Paul Leenhouts em nossas aulas em grupo, muitos alunos participaram no projeto Global Community Recorder Orchestra organizado por Sarah Cantor, e também em muitos recitais online organizados pela comunidade Suzuki ao redor do mundo.

4 – Desenvolver habilidades de tocar em conjunto (música de câmara)

Este é o aspecto mais desafiador, principalmente por causa da latência nas chamadas de vídeo. Para superar essa limitação estamos fazendo isso no modo offline, onde cada aluno grava sua parte sozinho, e editamos e colocamos todos tocando juntos por edição de vídeo.


Sobre as ferramentas que utilizamos, atualmente usamos o Zoom para aulas online pois este aplicativo possibilita a melhor qualidade de áudio e vídeo quando comparado com outros apps disponíveis, como o Google Meet, Skype, Messenger, Jitsi entre outros. Ele também oferece muitas outras funções, como o áudio original, fundo virtual, chat, agendamento, salas secundárias, gravação, transmissões no youtube e facebook, e muito mais. Nós também usamos outros aplicativos junto com o Zoom, tais como SnapCamera e OBS Studio, onde podemos adicionar efeitos especiais às nossas aulas.

Algumas vezes, acompanhamos os alunos por WhatsApp, onde o aluno grava em áudio ou vídeo alguma tarefa específica, e podemos avaliar e manter contato sem ter que esperar até o próximo encontro na semana seguinte.

Além das aulas individuais e em grupo à distância, nós nos reunimos regularmente com outros três professores de música de forma a ter novas idéias no uso de aplicativos de reunião virtual para aulas online, para testar e melhorar o equipamento usado em chamadas de áudio e vídeo, e para desenvolver novas estratégias para melhorar a qualidade das aulas, tanto tecnicamente quanto pedagogicamente.

Assim, junto com os professores André Isaia, Priscila Petrucci e Daniel de Lima, nós oferecemos dois webinários onde compartilhamos estratégias de ensino e aspectos técnicos das aulas com mais de 500 professores de música e entusiastas. Ainda tem mais vindo por aí.

E tudo isso por quê? Fazemos tudo isso pensando no bem dos nossos alunos. Muitas pessoas estão se sentindo como se estivessem no campo de batalha lutando com um inimigo invisível, ou simplesmente se sentindo extremamente solitário pela quarentena forçada, e em ambos os casos isso causa consequências emocionais muito sérias. A aula de música é o momento da semana que o aluno pode fazer música, curtir a beleza, conversar com os amigos, aprender e desenvolver novas habilidades; e tudo isso traz uma grande e benéfica influência no bem estar dos alunos.

Apesar dos desafios, nós enfrentamos a situação reinventando as aulas para manter a qualidade das mesmas. Os alunos agora estão tendo uma nova experiência de aprendizado, e algumas das estratégias que aprendemos serão usadas mesmo após o término da quarentena.

No Centro Suzuki de Educação Musical, o Gustavo ministra aulas para os adultos enquanto a Renata ministra aulas para as crianças e adolescentes. Nosso trabalho é baseado no desenvolvimento do caráter através da música, e em tempos difíceis como estamos vivenciando, os estudantes estão tendo a experiência de quanto a linguagem musical pode fazer em nossa mente emocional. Para esses estudantes, a música se tornou uma coisa constante em seu “novo normal”, e já estão sentindo que a música nos transporta para um novo mundo particular, e isso nos faz sair de uma situação horrível e ainda nos ajuda a enfrentar essa situação.

Gustavo de Francisco e Renata Pereira

@gustavo5e @renataflauto


Warning: qtranxf_excludeUntranslatedPostComments(): Argument #2 ($q) must be passed by reference, value given in /home/u362735757/domains/quintaessentia.com.br/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php on line 303

Deixe uma resposta


Artigo Inglês