[brasa_slider name=blog]

Mês: junho 2012

Inalador ou Exalador?

27/

06/12

fonte: www.adrianabreukink.com por Adriana Breukink tradução: Gustavo de Francisco droppedImage_5droppedImage_6   Durante o estudo nos finais de semana liderados por Brunhilde Holderbach (flautista e especialista neste assunto), eu estudei este fenômeno junto com Bernhard Mollenhauer, Geri Bollinger (Küng) e Anneke Boeke. Nós podemos dividir os flautistas doces em dois grupos: 1. Aqueles que sopram ATIVAMENTE, com energia e FORÇA na expiração 2. Aqueles que deixam o ar fluir pela flauta doce POR SI MESMO, SEM PRESSÃO Aqu - Leia mais...
Artigo

Flauta, Flautinha, Flautão! continua…

27/

06/12

O Projeto SESI Arte-Educação continua em andamento até Novembro. Junho foi a vez das escolas de Ourinhos e Tatuí. As crianças ficaram encantadas e fizeram diversas perguntas que as ajudaram a esclarecer dúvidas dos trabalhos de arte realizados nas escolas. Mais importante do que ter aulas de educação musical nas escolas é que as escolas proporcionem momentos de completa interação com a linguagem musical profissional. Apresentação na escola SESI Ourinhos: - Leia mais...
Post

Sexta edição do ENFLAMA termina com grande sucesso!

25/

06/12

Quinta Essentia and Paul Leenhouts Concerto de Abertura do ENFLAMA no auditório do MASP em São Paulo - 06/06/2012 Quinta Essentia e Paul Leenhouts Rádio Estadão ESPN - Divirta-se Em 2012, o Quinta Essentia assumiu mais uma vez a organização do ENFLAMA (06 a 10 de Junho de 2012). O desafio do grupo agora era fomentar a prática de conjunto das flautas doces no Brasil. Para isso, escolhemos o tema "Flauta doce e suas aplicações em trabalhos coletivos ligados às práticas pedagógicas ou performáticas" e convidamos o flautista Paul Leenhouts para trabalhar com grupos brasileiros, devido à importância internacional do flau - Leia mais...
Post

Quer formar um grupo musical? Dicas para começar!

24/

06/12

Algumas pessoas têm perguntado qual o caminho para se formar um grupo de música de câmara atuante. Todos sabemos que no Brasil isto não é fácil. Quem possui um emprego fixo sabe também que não é fácil trabalhar para outras pessoas que não compartilham dos mesmos objetivos, e os obrigam a uma relação de trabalho hierárquica. Vou colocar aqui algumas coisas que penso ser importante. Primeiramente, é importante encontrar pessoas que pensem parecido, ou seja, que tenham as mesmas vontades, os mesmos desejos em relação ao trabalho, e que estejam afim de tocar (exclusivamente). Neste ponto, existem pelo menos duas alternativas em relação aos objetivos: manter um grupo fixo com ensaios regulares (esta foi a escolha do Quinta Essentia Quarteto) ou juntar pessoas para tocar para um único concerto. A primeira escolha poupa muito trabalho quan - Leia mais...
Artigo